Cloreto de Magnésio: Para que serve? Veja seus benefícios para a saúde

Cloreto de Magnésio: Para que serve? Veja seus benefícios para a saúde

Cloreto de magnésio é uma versão suplementar de magnésio, um mineral encontrado naturalmente no corpo. O mineral é essencial para as funções musculares e nervosas, bem como para a saúde do coração e dos ossos.

Outras formas de suplementar com magnésio incluem o gluconato de magnésio, o lactato de magnésio e o citrato de magnésio. Quer saber os benefícios e como tomar cloreto de magnésio? Veja nossa matéria completa!

Cloreto de magnésio bula

Cloreto de magnésio bula

Apresentação de cloreto de magnésio em pó da Hemafarma. Uso oral e adulto.

Embalagem contendo 33mg do produto.

  • – Composição: cloreto de magnésio 1 mg/mg

Cloreto de magnésio PA

Apresentação de cloreto de magnésio em pó da Unilife. Uso oral e adulto.

Embalagem contendo 120 cápsulas do produto.

Cada cápsula de cloreto de magnésio P.A. contém:

  • – Cloreto de magnésio hexahidratado P. A. …………….228 mg
  • – Antiumectante celulose microcristalina e fosfato tricálcico, lubrificante silicato de magnésio
  • – Cápsula: gelatina vegetariana e água

Cloreto de magnésio para que serve?

Você sabe para que serve cloreto de magnésio? Assim como outros suplementos alimentares, o cloreto de magnésio destina-se apenas a adultos com deficiência de nutrientes. Sua dieta é a melhor fonte de magnésio, a maioria dos quais é armazenada nos ossos. Certas doenças, como diabetes tipo 2 e doenças gastrointestinais crônicas, podem esgotar o magnésio ao longo do tempo. Você pode se beneficiar do cloreto de magnésio se o seu estado de saúde o colocar em risco de deficiência, mas sempre verifique com seu médico antes de tomar suplementos.

Cloreto de magnésio benefícios

cloreto de magnésio benefícios

O cloreto de magnésio é um composto inorgânico natural, geralmente é extraído de locais com alto teor de sal, como o Grande Lago Salgado e o Mar Morto. O suplemento de cloreto de magnésio contém apenas 12% de magnésio elementar, o que pode parecer baixo em comparação com outras formas desse mineral, como o óxido de magnésio e o citrato de magnésio. No entanto, é realmente melhor absorvido pelo corpo do que alguns dos outros suplementos de magnésio devido à sua baixa estabilidade constante, o que permite que seja completamente ionizado através de uma ampla gama de níveis de pH. Sua fórmula também lhe dá a capacidade de ajudar a melhorar a produção de ácido clorídrico no estômago.

Os benefícios do cloreto de magnésio para nossa saúde são muito, dentre eles estão:

Melhora a saúde do coração

Este composto é especialmente útil para relaxar o coração e prevenir espasmos coronários, porque ajuda a prevenir a calcificação arterial e melhora arritmias. Se você não sabe, a falta de magnésio no organismo pode causar espasmos nas artérias e obstruir o fluxo de sangue. Consumir cloreto de magnésio regularmente pode ser vital para melhorar a saúde do músculo cardíaco e prevenir ataques cardíacos.

Além disso, o magnésio ajuda a regular os níveis de colesterol, que, em níveis bastante altos, podem entupir as artérias e produzir uma falha na irrigação do coração, favorecendo a ocorrência de angina ou ataques cardíacos.

Excelente para uma boa saúde renal

O cloreto de magnésio é uma excelente opção natural quando se trata de ativar e vitalizar as diferentes funções dos rins, sendo especialmente indicado para estimular as funções renais. Além disso, atua positivamente para eliminar o ácido que se acumula nesses órgãos, que pode causar pedras nos rins.

Contra fadiga

Se durante algum tempo se sentir cansado do ponto de vista muscular, o cloreto de magnésio pode ajudar porque age como um excelente preventivo da fadiga muscular e cãibras. Além disso, também contribui para curar as lesões musculares.

Por exemplo, seu consumo regular é especialmente interessante para os atletas e para aqueles que realizam um alto desempenho físico. Também ajuda a fortalecer os músculos, ajudando-os a manter e corrigir o desenvolvimento.

Reduz o colesterol

Em caso de colesterol alto, o cloreto de magnésio é útil para reduzir os altos níveis de colesterol LDL (também conhecido como colesterol ruim), especialmente quando seu consumo é regular.

Purificador do sangue

Cloreto de magnésio é um bom purificador do sangue, ajudando a manter um sangue limpo, que por sua vez é útil para equilibrar o pH do sangue.

Bom para o equilíbrio mental, contra depressão e ansiedade

Uma vez que ajuda a vitalizar as diferentes funções do cérebro, bem como a transmissão de impulsos nervosos, esse mineral é excelente para proporcionar equilíbrio mental. Ao mesmo tempo, ajuda a combater a depressão, o estresse e a ansiedade de uma maneira completamente natural.

Bom para ossos e contra osteoartrite

Enquanto ajuda a curar a osteoartrite causada pela descalcificação, o cloreto de magnésio também contribui para a boa manutenção dos ossos e dos dentes, participando de maneira muito ativa na formação de ossos firmes e fortes.

Cloreto de magnésio como tomar

cloreto de magnésio como tomar

Seu médico pode recomendar o uso deste suplemento se você tiver deficiência de magnésio ou se sofrer um ataque cardíaco. As dosagens específicas recomendadas variam com o tipo de condição em tratamento.

O cloreto de magnésio cristalizado deve ser diluído. Para isso, são necessários 1 litro de água e 30 gramas de cloreto de magnésio. A ingestão ingestão recomendada é de 2 copos diários dessa mistura. Você deve diluir o mineral na água e guardar a preparação em geladeira.

Caso for usar esse mineral em pó ou cristais, é possível adicionar limão a mistura, assim, você pode aproveitar os benefícios do cloreto de magnésio com limão, que é uma fruta também muito boa para a saúde.

Se você tem uma deficiência relativamente leve de magnésio, seu médico pode prescrever uma dose única diária de uma medicação oral que combina 500 a 1000 mg de cloreto de magnésio. Se você tiver uma grave deficiência de magnésio, seu médico pode prescrever uma solução intravenosa, que fornece 4 g de cloreto de magnésio durante um período de aproximadamente três horas. Se tiver um ataque cardíaco, também denominado enfarte do miocárdio, no primeiro dia do seu ataque, o seu médico pode administrar-lhe uma dose intravenosa que contenha 1 g de cloreto de magnésio.

Cloreto de magnésio emagrece?

Sozinho, o magnésio tem pouca influência sobre o peso, mas pode ajudar no emagrecimento das seguintes formas:

Controle da glicose e insulina

O magnésio desempenha um papel no metabolismo e afeta diretamente o processamento de açúcar e insulina. Níveis baixos de magnésio são frequentemente encontrados em pessoas com diabetes tipo 2, especialmente aqueles que estão acima do peso. Uma meta-análise publicada em uma edição de 2013 do Journal of Nutrition concluiu que as pessoas com maior ingestão de magnésio geralmente têm níveis mais baixos de glicose em jejum, ou açúcar no sangue, e insulina. O açúcar elevado no sangue e insulina tendem a afetar o ganho de peso. Então, se você tem níveis adequados de magnésio, você pode ser mais capaz de gerenciar seu peso e evitar o sobrepeso ou obesidade.

Aumento da testosterona

De acordo com pesquisa publicada na edição de fevereiro de 2009 do “Journal of Pharmaceutical and Biomedical Analysis”, o aumento da ingestão de magnésio pode promover níveis aumentados de testosterona livre em seu corpo. A testosterona pode reduzir seus níveis de gordura corporal e aumentar sua massa muscular magra. O músculo queima mais calorias do que gordura, então isso pode ser benéfico para perda de peso.

Combate a retenção de fluidos

O magnésio pode não ajudar a perder o excesso de gordura, mas pode ajudar a prevenir o ganho de peso e o inchaço associado à síndrome pré-menstrual. Um estudo de 2013 publicado no “Journal of Caring Sciences” descobriu que as mulheres que suplementavam com 250 miligramas de magnésio tinham menos inchaço em comparação com aquelas que suplementavam com vitamina B-6 ou um placebo.

Dieta rica em magnésio

Consumir magnésio sozinho não será suficiente para perder peso, você precisa estar em um déficit calórico para conseguir emagrecer. Assim, a escolha de alimentos ricos em magnésio de baixa caloria pode ser útil. Espinafre, peixes e iogurte podem ser particularmente úteis devido ao seu baixo teor calórico. Além disso, o peixe e o iogurte são ricos em proteínas, um nutriente que pode facilitar a perda de peso porque fornece saciedade e promove um aumento na queima diária de calorias.

Portanto, o cloreto de magnésio pode sim ajudar no emagrecimento, mas somente quando houver uma deficiência do mineral. Além disso, é preciso praticar exercícios físicos e ter dieta balanceada.

Cloreto de magnésio faz engordar?

Aumentar sua ingestão suplementos ou de alimentos ricos em magnésio pode melhorar sua energia e humor, mas isso não necessariamente o ajudará a ganhar peso, a menos que você coma mais calorias do que queima. Além disso, como vimos no tópico passado, é mais provável que ajude na perda de peso.

Qual a diferença entre cloreto de magnésio e cloreto de magnésio PA?

O cloreto de magnésio é extraído de fontes naturais e, apesar de passar por vários processos antes de ser comercializado, pode conter outras substâncias, como outros minerais, por exemplo. Já o cloreto de magnésio PA possui alta pureza, não havendo a interferência de outras substâncias em sua composição. Sendo assim, é melhor.

Cloreto de magnésio Dimalato

O magnésio dimalato é outra forma de suplemento de magnésio. Sua principal diferença é que garante uma melhor absorção e aproveitamento pelo organismo. O que é muito bom.

Sintomas da deficiência de magnésio

Sintomas da deficiência de magnésio

Marque uma consulta com seu médico se você acredita que está com deficiência de magnésio. Algumas pessoas não têm sintomas e a única maneira de saber quão baixos são os seus níveis de magnésio é com um exame de sangue. A faixa normal de magnésio no sangue é de 1,7 a 2,2 miligramas por decilitro.

Outra maneira é verificando sua pressão arterial. Níveis baixos de magnésio podem afetar sua pressão arterial, aumentando-a ou diminuindo-a.

Você também pode registrar seus hábitos de sono. A hipomagnesemia pode causar insônia, síndrome das pernas inquietas ou outros distúrbios do sono.

Observar seu humor geral e capacidade cognitiva também podem ajudar. Os baixos níveis de magnésio podem fazer com que você se sinta irritado, ansioso e confuso.

Além disso, é possível suspeitar de uma carência de magnésio observando sua frequência cardíaca e seus movimentos musculares. A hipomagnesemia pode causar uma frequência cardíaca irregular. Pessoas com baixo teor de magnésio também têm espasmos musculares, movimentos musculares espasmódicos e fraqueza muscular.

Níveis extremamente baixos de magnésio em nosso organismo também podem causar convulsões em alguns casos raros.

Quem pode ter deficiência de magnésio?

Embora muitas pessoas não recebam magnésio suficiente para atender às recomendações atuais, deficiências clínicas desse mineral raramente ocorrem. No entanto, uma variedade de condições médicas pode desencadear deficiências de magnésio a curto ou longo prazo, incluindo:

Acidose diabética

A acidose diabética é uma causa comum de deficiência de magnésio entre pessoas com diabetes. A acidose diabética, também conhecida como cetoacidose diabética, é uma complicação da diabetes que se manifesta quando o corpo de uma pessoa é incapaz de usar açúcar ou glicose como fonte de energia porque seu corpo produz insulina insuficiente ou nenhuma insulina. Em vez de usar glicose para gerar energia, o corpo começa a quebrar a gordura. Subprodutos da decomposição gorda são chamados cetonas. O acúmulo de cetonas no corpo pode atingir níveis altos em diabéticos. Os sinais e sintomas comuns associados à acidose diabética incluem diminuição dos níveis de magnésio, respiração rápida, boca e pele secas, hálito com cheiro a fruta, náuseas e vômitos, dor abdominal, fadiga, micção frequente, rigidez muscular, falta de ar.

Hipoparatireoidismo

O hipoparatireoidismo pode levar o corpo de uma pessoa a perder quantidades significativas de magnésio. Essa é uma condição na qual o corpo produz níveis anormalmente baixos do hormônio paratireoide, também conhecido como paratormônio. O paratormônio é importante para regular e manter um equilíbrio de cálcio, fósforo e outros minerais no corpo, incluindo o magnésio. Sinais e sintomas comuns associados ao hipoparatireoidismo incluem diminuição dos níveis de magnésio, sensação de formigamento ou queimação nos lábios e extremidades, dores musculares ou cãibras no corpo, espasmos musculares, fadiga, fraqueza, pele seca, unhas quebradiças, ansiedade ou nervosismo, dores de cabeça, depressão e problemas de memória. Certos fatores de risco aumentam a probabilidade de desenvolver hipoparatireoidismo, incluindo cirurgia tireoidiana recente.

Hipertireoidismo

O hipertireoidismo pode causar deficiência de magnésio. De acordo com o Instituto Nacional de Diabetes e Doenças Digestivas e Renais, o hipertireoidismo, é uma condição na qual a glândula tireoide produz mais hormônios tireoidianos do que o corpo necessita. Essa condição é mais comum em mulheres que em homens. Muitos fatores podem causar hipertireoidismo, como a doença de Graves, nódulos da tireoide, inflamação da glândula tireoide, o consumo excessivo de iodo e a ingestão de certos medicamentos. Os sinais e sintomas comuns associados ao hipertiroidismo incluem diminuição dos níveis de magnésio, nervosismo ou irritabilidade, fadiga, fraqueza muscular, problemas de sono, intolerância ao calor, tremores nas mãos, batimento cardíaco irregular, diarreia, perda de peso, alterações de humor e bócio.

Outras causas

Outras possíveis causas incluem vírus intestinais que desencadeiam diarreia ou vômito, doença renal, doenças gastrintestinais crônicas e uma inflamação do pâncreas chamada pancreatite.

Para ajudar a reduzir os efeitos colaterais desagradáveis ​​e perigosos da deficiência de magnésio, consuma quantidades adequadas de magnésio diariamente em sua dieta ou através de suplementos.

Em quanto tempo posso perceber os efeitos do cloreto de magnésio?

O tempo necessário para reduzir os sintomas de deficiência de magnésio após o aumento do consumo de magnésio depende do método usado para aumentar os níveis desse mineral no organismo. Se os níveis de magnésio em seu corpo são baixos, o aumento da ingestão de magnésio dos alimentos pode não ser suficiente para ajudar a restaurar seus níveis de magnésio para quantidades normais. No entanto, comprimidos de magnésio ou prescrição magnésio devem ser indicados pelo seu médico.

Se o seu médico recomendar o magnésio intravenoso para ajudar a aumentar os níveis de magnésio no sangue, você provavelmente sentirá os benefícios das injeções de magnésio logo após sua aplicação, embora o tempo exato que isso levará possa variar. Comparado com o consumo de magnésio dos alimentos, injeções de magnésio por via intravenosa ou comprimidos de magnésio de prescrição são uma maneira mais rápida e eficaz para ajudar a aumentar os níveis de magnésio no sangue e as reservas de magnésio em seu corpo.

Alimentos ricos em magnésio

Alimentos ricos em magnésio

É possível obter cloreto de magnésio em sua dieta regular através de escolhas alimentares inteligentes. Para aumentar os níveis de magnésio em seu corpo, é necessário escolher alimentos que são ricos em magnésio e cloreto de magnésio. Alguns desses alimentos são:

Grãos

Os grãos são muito ricos em magnésio e cloreto de magnésio. Isto é, particularmente, verdadeiro para grãos não refinados e não processados. O farelo de aveia, o trigo e o arroz integral, servem como fontes de magnésio. Por exemplo, o farelo de cereais e farelo de aveia fornecem os níveis mais altos, com 93,1 mg e 96 mg por porção de 1/2 xícara, respectivamente.

Nozes e leguminosas

Nozes e legumes podem ser boas fontes de cloreto de magnésio e magnésio na dieta. Exemplos de nozes que fornecem magnésio incluem amêndoas, avelãs e amendoim. O teor de magnésio das nozes são altos, com amêndoas contendo 268 mg por 100 gramas, amendoim contendo 168 mg por 100 gramas e avelãs contendo 163 mg por 100 gramas. No lado das leguminosas, os feijões cozidos e lentilhas, que são medidos em porções de 1/2 xícara, contêm cerca de 10% da ingestão diária recomendada (IDR) de magnésio.

Legumes frescos

Vegetais folhosos escuros são uma boa fonte de cloreto de magnésio e magnésio para o corpo. Isso se deve à presença da molécula de clorofila nos vegetais, que contém magnésio. Os melhores vegetais verde-escuros que contêm magnésio incluem espinafre e acelga suíça, com 20% da dose diária recomendada de magnésio por porção de 1/2 xícara. O quiabo é outra escolha de vegetais para uma fonte de magnésio, embora contenha apenas 47 mg por porção de 1/2 xícara, o suficiente para pouco mais de 10% da IDR.

Peixe

O peixe é uma carne que é rica em cloreto de magnésio e fornece 20% da ingestão diária recomendada desse mineral por porção. A melhor escolha é o halibute, que contém 90 mg de magnésio por 3 onças.

Interações de cloreto de magnésio com outros medicamentos

Drogas que podem potencialmente alterar a eficácia do cloreto de magnésio incluem, por exemplo:

  • – Antibióticos
  • – Digoxina (fármaco utilizado no tratamento de problemas cardíacos)
  • – Medicamentos para tireoide
  • – Medicamentos para a pressão arterial
  • – Medicamentos para o tratamento da diabetes
  • – Diuréticos
  • – Levotiroxina
  • – Penicilamina
  • – Certos medicamentos para osteoporose
  • – Anfetaminas usadas para tratamento de Transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH)
  • – Sulfonato de poliestireno de sódio

Revise seu uso de medicação com seu médico antes de usar ou receber um produto de cloreto de magnésio.

Cloreto de magnésio contra indicação

O cloreto de magnésio é um suplemento seguro e que, provavelmente, será bem aceito em seu organismo. No entanto, pessoas com insuficiência renal estão contra-indicadas para seu uso, pois têm dificuldade de excretar esse mineral.

Além disso, o cloreto de magnésio deve ser usado por mulheres grávidas apenas com indicação médica, isso porque ele passa pela placenta, podendo prejudicar o bebê.

Cloreto de magnésio efeitos colaterais

Cloreto de magnésio efeitos colaterais

Cloreto de magnésio irá elevar os níveis de magnésio em seu corpo. Você pode, no entanto, experimentar alguns efeitos colaterais. Alguns desses efeitos incluem:

Diarreia

Você pode ter diarreia com suplementos de cloreto de magnésio, que geralmente vêm na forma de comprimidos de liberação prolongada. Este é um efeito colateral comum. Você deve verificar com seu médico se persistir.

Reações alérgicas

Você precisa procurar atendimento médico imediatamente se sofrer uma reação alérgica enquanto toma suplementos de cloreto de magnésio. Os sintomas podem incluir: dificuldade em respirar, uma sensação de aperto no peito, uma erupção cutânea, urticária, coceira, ou um rosto, língua, lábios ou boca inchados.

Efeitos severos

Se você observar reflexos lentos ou náusea devido ao uso de suplementos de cloreto de magnésio, precisará obter atenção médica. Também procure atenção se o batimento cardíaco diminuir, se tiver visão dupla ou turva ou se ficar extremamente sonolento.

Por outro lado, ter muito magnésio em seu corpo pode afetar seu sistema nervoso e fazer com que sua pressão arterial e frequência respiratória caiam. Um coma, paralisia respiratória ou até mesmo a morte podem resultar de níveis extremamente altos de cloreto de magnésio no organismo.

Outros efeitos adversos

Podem ocorrer também perda de apetite e fraqueza muscular. Além disso, pode haver irritação no sistema digestório, principalmente quando tomado em jejum. Embora não seja muito comum podem surgir sintomas de depressão, cansaço, irritabilidade, câimbras musculares, enjoos e dor abdominal.

Cloreto de magnésio preço

Esse suplemento pode ser comprado em pó, cristais ou cloreto de magnésio em cápsulas. Os preços podem variar dependendo da forma como você comprar e local de venda, do laboratório e, logicamente, da quantidade adquirida. Os valores vão desde 5 a 30 reais.

Cloreto de magnésio PA onde comprar

O cloreto de magnésio PA, assim como outras formas desse suplemento podem ser comprados em farmácias e lojas online. O preço do cloreto de magnésio PA pode variar de 10 a 35 reais.

Conclusão

Os benefícios do cloreto de magnésio para nosso organismo são muitos, pois trata-se de um mineral muito importante para o funcionamento normal das células, nervos, músculos, ossos e coração. No entanto, antes de tomar qualquer suplemento, peça autorização de seu médico.

Este artigo te ajudou?
  • +2 curtiram
  • 0 não curtiram